Dilma e a Bolsa de Valores

Para muitos dos investidores que apostaram na prosperidade do Brasil, o primeiro mandato da presidente Dilma Rousseff pode ser resumido com poucas palavras: destruição devastadora de valor. Como ilustrado abaixo, a Mint Capital deflacionou o retorno do principal índice do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa, desde o início da série em 1967. Os deflatores usados foram os índices de preços IGP-DI e posteriormente o IPCA. Em termos reais nos últimos quatro anos 44,6% do valor real das empresas brasileiras foi obliterado.

Captura_de_tela_041716_022136_PM

Em 2013, o mandato da presidente Dilma já se apresentava como o terceiro pior desempenho da história. Agora com o mandato concluído, o desempenho foi confirmado como o pior se considermos o CAGR (Compound Annual Growth Rate) real, ou Taxa Composta Anual de Crescimento real.